O Equilíbrio Sagital


O Desalinhamento Sagital ocorre quando alguma patologia faz com que a coluna saia do seu posicionamento (geralmente ficando mais à frente do que o ideal).


No entanto, em uma tentativa, muitas vezes involuntária, o nosso organismo tentar reposicionar a pelve, os membros inferiores e algumas vezes até os tornozelos para tentar trazer a coluna de volta para seu posicionamento ideal, esses reposicionamentos são chamados de mecanismos de compensação.


Dada a grande interação entre a pelve e a coluna lombar, geralmente é ela quem é recrutada incialmente para tentar manter o posicionamento da coluna, seja com uma rotação (versão pélvica) ou com o seu deslocamento para uma posição mais posterior.

Quando apenas a pelve não é o suficiente para corrigir o posicionamento o organismo então recruta os membros inferiores (flexão das pernas) e os tornozelos (angulação dos tornozelos).


Portanto, apesar de serem efetivos em trazer a coluna para uma posição mais próxima do normal, esses reposicionamentos demandam muito gasto energético, deste modo o paciente não consegue mantê-los por muito tempo sem que haja quadros de dores e fadiga muscular.


Nestes casos, apesar de tratamentos conservadores apresentarem algum efeito de melhora, estes duram pouco tempo. Portanto, a maioria dos casos de desalinhamento sagital tende a necessitar de abordagem cirúrgica.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo